Escrito por Helio Loureiro
Categoria:


Imaginem eu falando incessantemente, após o almoço, por 4 horas durante uma semana...

Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Nada como os desafios para nos fazer acordar. Meu desafio foi criar um sistema de monitoração de performance para sistemas pré-pago. Com RRDTool na mão e perl na cabeça, lá fui eu. Não que eu seja exímio programador em Perl (ou qualquer outra linguagem), mas os sistemas de telefonia, principalmente na parte de pré-pago, usam sistemas Solaris 9.0, onde perl já vem instalado.

O resultado, já nesses gráficos, ficou além do esperado e pronto em 5 dias!!! Haja código... já sobre a documentação... essa virou parte das lendas como boi-tatá, saci pererê...

O primeiro gráfico mostra as verificações de crédito para liberar a chamada (First Interrogation), assim como os débitos (Final Report). O segundo, chamadas originadas (celular ligando para alguém) dentro da própria rede da operadora.

Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Após uma longa e dura peregrinação, de loja em loja, de site em site, consegui achar uma webcam compatível com FreeBSD, através do driver pwc.ko (disponível no ports, multimedia/pwcbsd). Comprei uma Webcam Trust WB-1200p por € 9,00.

Minha primeira decepção foi quando conectei a câmera na usb, já conservando a caixa, plástico, etc, para o caso de uma eventual devolução. A mensagem que recebi do sistema ficou muito aquém do que esperava:

ugen0: Pixart Imaging Inc. CIF Single Chip, rev 1.10/1.00, addr 2

Para minha surpresa (e total desagrado), não foi criado o dispositivo /dev/video0 ou algo parecido, mas somente o mais genérico dos USBs. Voltei ao site do driver:

http://info.iet.unipi.it/~luigi/FreeBSD/usb-cameras.html

para verificar se tinha comprado uma câmera de mesmo nome, mas versão de hardware diferente (ploduto cinez...). Vi que realmente estava certo, hardware correto...

 port 2 addr 2: full speed, power 500 mA, 
config 1, CIF Single Chip(0x2468), Pixart Imaging Inc.(0x093a), rev 1.00

Tentei fazer meu Ekiga usar a webcam e... nada. Testei o aplicativo qcamshot e... nada. Finalmente testei o programa spca5view e... funcionou!!!

helio@musashi:~$ spca5view -d /dev/ugen0 -a 
USB SPCA5XX camera found.
Pixart PAC207BCA [spca5xx_probe:8263]
Camera type GBRG [spca5xx_getcapability:2241] maxw 352 maxh 288 minw 160 minh 120
calculating frame rate...
just a moment please...........2.24(fps)

Infelizmente a danada da webcam faz jus ao preço: imagens distorcidas, péssima captura, baixa quantidade de frames (apesar que isso se deve mais ao driver), enfim... uma webcam de € 9,00.

Outra decepção ficou por conta dos aplicativos, raros os que reconheçem o dispositivo e fazem uso dele. Será que isso será corrigido no release 7.0? Enquanto isso, vou me divertindo com imagens distorcidas de mim mesmo, talvez geradas pela webcam, talvez pelo driver, talvez pela minha pessoa. Quem sabe?

Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Fiz um pequeno programa para ajudar aos novos estagiários a entender o "modus operandi" da empresa. Os efeitos superaram as expectativas, como comprovaram meus amigos de NRO (network rollout):

(15:00:55) Adriano_ASA @ at work SP: que porra é essa ???? 
(15:01:55) Adriano_ASA @ at work SP: responde essa merda !!!
(15:02:00) Adriano_ASA @ at work SP: seu fdp !!!
(15:02:12) Adriano_ASA @ at work SP: tá formatando o IO do NRG de cliente !!!
(15:02:23) helio: hahahahahaha
(15:02:32) helio: ele não faz nada
(15:02:37) helio: é pra dar trote nos estags
(15:02:41) helio: e nos manés!!!!
(15:02:44) helio: hahahahahaha
(15:02:46) helio: peguei!!!
(15:02:55) Adriano_ASA @ at work SP: hehehehe...
(15:03:02) Adriano_ASA @ at work SP: legal !!
(15:03:09) helio: pega os caras aí
(15:03:39) Adriano_ASA @ at work SP: seu viado !!!
(15:07:46) Adriano_ASA @ at work SP: Vai correr atrás de mulher !!!
(15:08:01) Adriano_ASA @ at work SP: fica gastando tempo com estas porras !!!
(15:11:41) helio: hahahahaha
(15:11:47) helio: tá todo mundo do GSDC sabendo
(15:11:51) helio: fracasso miserável
(15:13:12) Adriano_ASA @ at work SP has closed the conversation window.

Chamei de "counter.c", e pode ser compilado com "gcc -o counter counter.c". Os efeitos são hi-lá-ri-os!!!

#include <stdio.h> 
#include <unistd.h>
#include <signal.h>

void start_msg( int );
void print_point( int );

int main() {
char response[128];
   int progress = 0;
   struct sigaction sa;
   sa.sa_handler = SIG_IGN;
   sa.sa_flags = 0;
   sigemptyset(&sa.sa_mask);
   sigaction(SIGCHLD, &sa, NULL);
   sigaction(SIGTERM, &sa, NULL);
   sigaction(SIGKILL, &sa, NULL);
   sigaction(SIGINT, &sa, NULL);
   sigaction(SIGTRAP, &sa, NULL);
   sigaction(SIGSTOP, &sa, NULL);
   sigaction(SIGTSTP, &sa, NULL);
   sigaction(SIGTTIN, &sa, NULL);
   sigaction(SIGTTOU, &sa, NULL);
   start_msg(500);
   printf("Do you want to format your hard disk c:\\ ? [yes/no]: yes\n");
   printf("Are you really sure you want to do this? [yes/no]: ");
   scanf(response);
   start_msg(1);
   printf("Do you want to format your hard disk c:\? [yes/no]: yes\n");
   printf("Are you really sure you want to do this? [ yes/no]: yes\n");
   printf("\nProceeding with disk formatting.\n");
   printf("All your data will be erased and lost.\n");
   printf("Stop the process in case you didn´t create a backup.\n");
   printf("Formatting");
   for (progress = 10; progress <= 100 ; progress += 10) {
      print_point(10);
      printf("%d%c", progress,'%');
   }
printf("\nHard disk successfuly formatted\n\n\n\n");
printf("System rebooting....");
fflush(NULL);
sleep(60*3);
return 0;
}

void start_msg(int timeout ) {
   int i, counter = 30;
   system("clear");
   printf("\n#####################################################################\n");
   printf("# Disk Formatter - Use with caution!!!! #\n");
   printf("# DISCLOSURE: There isn´t responsabilities for any damage caused #\n");
   printf("# this program. The usage and responsability, as any prosecution #\n");
   printf("# belongs exclusively to the user. #\n");
   printf("# Be sure about the impacts and use with caution. #\n");
   printf("#####################################################################\n\n\n");
   printf("Formatting system startup");
   for (i=0; i < counter; i++){
      printf(".");
      usleep(timeout);
   }
   printf(" ready!\n");
}

void print_point(int n) {
   int i;
   for (i=0; i <= n; i++) {
      printf(".");
      fflush(NULL);
      sleep(3);
   }
}
Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Finalmente recebi os dvds de instalação do Solaris 10 (que podem ser solicitados gratuitamente no site da Sun). Aproveitei uma máquina que estava com problemas de instalação do programa RT, um sistema de tickets para problemas de operação (ideal para ambiente de NOC), rodando Solaris 11 (Open Solaris na verdade) num hardware Sun-Fire-V210.


Apanhei um pouco pra instalar já que a mesma tem de ser feita via cabo console (demorei pra achar a opção correta de terminal). Ao final tinha tudo pronto e rodando o Solaris 10.


SunOS ssgo 5.10 Generic_118833-33 sun4u sparc SUNW,Sun-Fire-V210


De cara já percebi que a máquina respondia melhor e mais rápido em relação ao sistema anterior, não querendo denegrir o OpenSolaris.

Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Faz tempo que instalei o grub, boot loader muito flexível e fácil de configurar, no meu FreeBSD, aliás desde que era 6.1-RELEASE. Agora que estou totalmente atualizado como 6.2-STABLE, isso tornou-se ponto de honra. Infelizmente o erro abaixo insistia em ocorrer ao tentar instalar o mesmo na MBR:

musashi# grub-install hd0 
GNU GRUB version 0.97 (640K lower / 3072K upper memory)
[ Minimal BASH-like line editing is supported. For the first word, TAB lists possible command completions.
Anywhere else TAB lists the possible completions of a device/filename. ]
grub> root (hd0,0,a)
Filesystem type is ufs2, partition type 0xa5
grub> setup --stage2=/boot/grub/stage2 --prefix=/boot/grub (hd0)
Checking if "/boot/grub/stage1" exists... yes
Checking if "/boot/grub/stage2" exists... yes
Checking if "/boot/grub/ufs2_stage1_5" exists... yes
Running "embed /boot/grub/ufs2_stage1_5 (hd0)"... failed (this is not fatal)
Running "embed /boot/grub/ufs2_stage1_5 (hd0,0,a)"... failed (this is not fatal)
Running "install --stage2=/boot/grub/stage2 /boot/grub/stage1 (hd0)
/boot/grub/stage2 p /boot/grub/menu.lst "... failed
Error 29: Disk write error
grub> quit

Eu já tinha tido o desprazer de ver esse erro anteriormente, mas achava que era relacionado com a versão do grub (como descrito em algumas listas). Dessa vez, sapeando no Google, que já começa a trazer muito mais ruído que informação, encontrei esse link:

How To Dual Boot FreeBSD and Windows XP using GRUB


Por um grande acaso vi a variável kern.geom.debugflags com um parâmetro configurado. Não tive dúvidas e segui o mesmo.

musashi# sysctl kern.geom.debugflags=16 
kern.geom.debugflags: 0 -> 16

Resultado: sou um feliz usuário com um novo boot loader, o qual vou colocar uma bela tela gráfica :-) Só espero que meu sistema funcione amanhã, já que eu ainda não desliguei o mesmo...

musashi# grub-install /dev/ad0 
Installation finished. No error reported.
This is the contents of the device map /boot/grub/device.map.
Check if this is correct or not. If any of the lines is incorrect, fix it and re-run the script `grub-install'.
(fd0) /dev/fd0
(hd0) /dev/ad0
Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Logo na visita ao NOC da Itália, tive a agradável surpresa que o método de acesso à rede cabeada, leia-se switches fast/giga/ethernet, tinha mudado para usar autenticação via 802.1X.

Como já tinha trabalhado anteriormente com a mesma solução durante meus tempos de D-Link, achei que ia ser fácil.

Primeiramente tentei o seguinte comando:

musashi# wpa_supplicant -i bge0 -c ~helio/IEEE8021X/wpa_supplicant.conf 
ioctl[SIOCG80211, op 16]: Invalid argument Failed to initialize driver interface

Qual não foi minha surpresa... Não tinha funcionado. Tentei verificar o erro mais de perto com a opção "-dd" (extra debug):

Initializing interface (2) 'bge0' 
EAPOL: SUPP_PAE entering state
DISCONNECTED EAPOL: KEY_RX
entering state NO_KEY_RECEIVE
EAPOL: SUPP_BE
entering state INITIALIZE EAP: EAP
entering state DISABLED EAPOL: External notification - portEnabled=0
EAPOL: External notification - portValid=0
ioctl[SIOCG80211, op 16]: Invalid argument
wpa_driver_bsd_init: failed to get roaming state: Invalid argument
Failed to initialize driver interface
Failed to add interface bge0
Cancelling scan request

A mensagem ioctl[SIOCG80211, op 16] me fez pensar sobre driver. Verifiquei a versão no ports, e realmente era muito mais antiga que a versão atual. Baixei manualmente e compilei. Consegui fazer rodar, mas dessa vez utilizando o comando:

musashi# wpa_supplicant -i bge0 -D wired -c ~helio/IEEE8021X/wpa_supplicant.conf

Com a opção -D wired consegui forçar o uso da interface de rede. Só restava verificar se meu arquivo de configuração estava correto ou não.

musashi# ./wpa_supplicant -i bge0 -D wired -c /tmp/wpa.conf -dd 
Initializing interface 'bge0' conf '/tmp/wpa.conf' driver 'wired' 
   ctrl_interface 'N/A' bridge 'N/A' 
Configuration file '/tmp/wpa.conf' -> '/tmp/wpa.conf' 
Reading configuration file '/tmp/wpa.conf' 
ctrl_interface='/var/run/wpa_supplicant' 
ctrl_interface_group='0' (DEPRECATED) 
eapol_version=1 
ap_scan=0 
fast_reauth=1 
Line: 12 - start of a new network block ssid - hexdump_ascii(len=0): key_mgmt: 0x8 
eap methods - hexdump(len=16): 00 00 00 00 19 00 00 00 00 00 00 00 00 00 00 00 
phase2 - hexdump_ascii(len=13): 61 75 74 68 3d 4d 53 43 48 41 50 56 32 
auth=MSCHAPV2 identity - hexdump_ascii(len=4): 75 73 65 72 
user password - hexdump_ascii(len=4): [REMOVED] 
Priority group 0 id=0 ssid='' 
Initializing interface (2) 'bge0' 
EAPOL: SUPP_PAE entering state DISCONNECTED 
EAPOL: KEY_RX entering state NO_KEY_RECEIVE 
EAPOL: SUPP_BE entering state INITIALIZE 
EAP: EAP entering state DISABLED 
EAPOL: External notification - portEnabled=0 
EAPOL: External notification - portValid=0 
wpa_driver_wired_init: Added multicast membership with SIOCADDMULTI 
Own MAC address: 00:14:c2:e7:d2:55 
Setting scan request: 0 sec 100000 usec 
Using existing control interface directory. 
ctrl_interface_group=0 
ctrl_iface bind(PF_UNIX) failed: Address already in use 
ctrl_iface exists, but does not allow connections - assuming it was leftover from 
   forced program term ination 
Successfully replaced leftover ctrl_iface socket '/var/run/wpa_supplicant/bge0' 
Added interface bge0 
EAPOL: External notification - portControl=Auto 
Already associated with a configured network - generating associated event 
Association info event State: DISCONNECTED -> ASSOCIATED 
Associated to a new BSS: BSSID=01:80:c2:00:00:03 
No keys have been configured - skip key clearing 
Network configuration found for the current AP 
EAPOL: External notification - portControl=Auto 
Associated with 01:80:c2:00:00:03 
EAPOL: External notification - portEnabled=0 
EAPOL: External notification - portValid=0 
EAPOL: External notification - portEnabled=1 
EAPOL: SUPP_PAE entering state CONNECTING 
EAPOL: SUPP_BE entering state IDLE 
EAP: EAP entering state INITIALIZE 
EAP: EAP entering state IDLE Cancelling scan request 
EAPOL: startWhen --> 0 
EAPOL: SUPP_PAE entering state CONNECTING 
EAPOL: txStart TX EAPOL - hexdump(len=4): 01 01 00 00 
EAPOL: startWhen --> 0 
EAPOL: SUPP_PAE entering state CONNECTING 
EAPOL: txStart TX EAPOL - hexdump(len=4): 01 01 00 00 
EAPOL: idleWhile --> 0 
EAP: EAP entering state FAILURE CTRL-EVENT-EAP-FAILURE EAP authentication failed 
EAPOL: SUPP_PAE entering state AUTHENTICATING 
EAPOL: SUPP_BE entering state FAIL 
EAPOL: SUPP_PAE entering state HELD 
EAPOL: SUPP_BE entering state IDLE 
EAPOL: startWhen --> 0 

Apesar da interface ter sido inicializada corretamente e enviando o primeiro frame, o switch respondia com a solicitação de "identity" que nunca ocorria, ficando a interface sempre em "startWhen --> 0". Busquei vários sites e não encontrei nenhuma resposta satisfatória. Aparentemente o driver de ethernet do FreeBSD não é capaz de utilizar uma chamada ioctl para detectar que um frame foi recebido pela interface.

A única solução que encontrei, não muito elegante, foi inicialiar um linux via quemu com uma interface tap0 em bridge. O wpa_supplicant do Linux funcionou corretamente e pude auntenticar na rede. O método de autenticação foi bem simples, onde segue o arquivo de configuração:

eapol_version=1 
ap_scan=0
fast_reauth=1
network={
key_mgmt=IEEE8021X
eap=PEAP
identity="DOMAIN\login"
phase2="auth=MSCHAPV2"
password="password"
}
Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Realmente as coisas na Itália são levada à sério. Gostei do estilo do NOC.

Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Tudo atualizado via cvsup e compilado. Deve ter levado uns 10 dias no total (incluindo o ports).

Copyright (c) 1992-2007 The FreeBSD Project.
Copyright (c) 1979, 1980, 1983, 1986, 1988, 1989, 1991, 1992, 1993, 1994
The Regents of the University of California. All rights reserved.
FreeBSD is a registered trademark of The FreeBSD Foundation.
FreeBSD 6.2-STABLE #2: Wed Mar 21 12:55:18 BRST 2007 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.:/usr/src/sys/i386/compile/MUSASHI
WARNING: debug.mpsafenet forced to 0 as ipsec requires Giant
WARNING: MPSAFE network stack disabled, expect reduced performance.
Timecounter "i8254" frequency 1193182 Hz quality 0
CPU: Intel(R) Pentium(R) M processor 1.73GHz (799.68-MHz 686-class CPU)
Origin = "GenuineIntel" Id = 0x6d8 Stepping = 8
Leia mais:FreeBSD 6.2-STABLE
Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Faz tempo que não publico nada, então não fiquem com a impressão que tudo falhou no upgrade. Realmente demorou e encontrei o seguinte erro:

---> Cleaning out obsolete shared libraries 
[Updating the pkgdb <format:bdb_btree> in /var/db/pkg ... - 823 packages found (-0 +1) . done]
[...]
* misc/kdeaddons3 (kdeaddons-3.5.5)
---> Packages processed: 18 done, 652 ignored, 143 skipped and 4 failed
** Could not clean up temporary directory: Directory not empty
- /var/tmp/portupgradeviBK2OZ6

Como o símbolo "!" mostra, realmente alguns aplicativos falharam. Removi o xine e recompilei a libkde3 com um "make work; make deinstall; make install". Depois disso tudo funcionou. No fim ainda subi o sistema para um 6.2 STABLE. Agora só alegria, até o próximo upgrade :-)

Leia mais:FreeBSD Upgrade - fim da história
Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Ano novo, vida nova, sistema novo... com a chegada de 2007, resolvi encarar a atualização de meu FreeBSD, de 6.1 para 6.2 (que no momento encontra-se ainda em RC2, mas acho que pouca coisa vai mudar). E também fazer minha primeira postagem de 2007 :-)

 

Ao invés de iniciar pelo sistema, resolvi começar pelos aplicativos, autilizando primeiramente o ports. Pelas minhas experiências anteriores, a atualização é o único ponto fraco do FreeBSD. Comparando com Debian, com seu sistema via apt, é realmente chato, moroso, e frequentemente com falhas o sistema de atualização dos BSDs. Mesmo assim resolvi encarar o ports, já que o mesmo se encontra em FROZEN para o lançamento do release 6.2.

 

Antes de iniciar, busquei algumas dicas de atualização e achei a página

http://sig9.com/articles/ports-howto

com um howto sobre atualização do ports. Como não era exatamente o que eu pensava em fazer, resolvi seguir, pois aparenta ser uma solução bem simples.

 

Já tinha feito a atualização do ports via portsnap, usando as opções fetch e depois extract, então somente refiz o INDEX para iniciar a atualização.

Alterei a sequência de comandos para:

portupgrade -arRP && pkgdb -F && pkgdb -fu

A opção -P do portupgrade faz com que seja buscado primeiramente o pacote já compilado antes de re-compilar a partir dos fontes. Isso tornaria a atualização mais rápida, porém...

---> Fetching the package(s) for 'ctags-5.6' (devel/ctags) 
---> Fetching ctags-5.6 fetch:
ftp://ftp.FreeBSD.org/pub/FreeBSD/ports/i386/packages-6.1-release/All/ctags-5.6.tbz:
File unavailable (e.g., file not found, no access)

O sistema continua buscando packages-6.1-release, o que é correto já que ainda não foi atualizado, mas os pacotes compilados só estão disponiveis pro release 6.2... sendo assim, não consegui poupar o tempo que queria...

Até o momento a atualização dos aplicativos já consumiu 20 horas, sem vistas de acabar. Ao menos está indo de uma forma menos traumáticas que das outras vezes. Vamos ver qual vai ser o resultado final...

Escrito por Helio Loureiro
Categoria:

Para quem diz que hacker não bebe: encontrei uma cerveja, e deliciosa, chamada "Hacker-Pschorr". Cerveja de trigo, alemã, feita segunda a lei da pureza. Dilissa!!!!!!!!!

A foto ficou meio tremidinha, mas é que depois de uma caixa de Hacker.... difícil manter o prumo...