image1 image2 image3 image4 image5 image6 image7 image8 image9 image10
Data de criação:
Data de publicado:
Acessos: 3280

Como é de se esperar, aumentei meus "skills" de apresentação junto com o MBA.  Uma das ferramentas que conheci, mas acabei não usando durante o curso, foi Prezi.

As apresentações ficam simplesmente fanstásticas.

É feita toda via flash, via web, no modelo freemium (de graça com até certas features).  Apesar disso, recomendo mais que qualquer outra ferramenta como Microsoft Powerpoint ou LibreOffice Presentation.

Minha primeira brincadeira com Prezi.

 

Data de criação:
Data de publicado:
Acessos: 2006

Outro dia, durante o trabalho, fui perguntado sobre onde fazer cursos para certificação Linux LPI.  Antes de dar recomendações, fiz a pergunta básica: qual o seu propósito com essa certificação?

Muitas pessoas buscam a certificação por vários motivos:  status, melhoria salarial ou carreira, ou conhecimento.  Mas será que é algo que vale a pena?  Como resposta, ou melhor, opinião minha digo que depende da situação e do objetivo.

Certificação é uma forma mais rápida de adquirir um conhecimento e comprovar tal aprendizado.

Nada mais que isso.  Cursos de certificação levam em média 6 meses (em geral menos), mas não são nada mais que isso.  São cursos, e cursos não substituem uma boa faculdade.  Alguns cursos ainda o preparam somente pra passar na prova de certificação.  Caso ainda não seja formado ou seja um profissional autodidata, e queira comprovar no seu currículo que detém mesmo um certo conhecimento, então eu recomendo uma certificação na sua área de atuação.  Muitas certificações não exigem uma quantidade mínima  de aulas, mas apenas agendamento, pagamento e realização da prova (não necessariamente nessa ordem).  Se aprovado, consegue-se a certificação.

Mas caso tenha uma faculdade, tentar engrossar o currículo com certificação pode significar que seu curso não prestou a que devia: ensinar.  É bastante arriscado fazer isso.  Não existe no mundo certificação que seja melhor que um curso de no mínimo de 2 anos (em relação às boas faculdades).  Claro que é preciso "saber aprender" durante a faculdade, do contrário realmente foi um tempo jogado fora e nem mesmo a certificação vai ajudar.

Em termos de carreira, se deseja melhorar seu salário ou crescer na empresa, é melhor negociar com seu gerente antes, pois pode ser que a empresa precisa desse conhecimento mas... não tanto a ponto de pagar algo a mais por seu esforço.  Então realmente converse com seu gerente sobre sua carreira, o que deseja, sobre a certificação, e tenha a certeza se vale a pena investir nele ou não.

Se o desejo for por um melhor emprego, certificação não é o que ajuda.  O importante é o conhecimento.  Mentir no currículo não pega bem e é descoberto logo, pela falta de conhecimento.  Certificação não é diferente.  De todas as entrevistas de emprego em que eu estava como empregador, em nenhum caso a certificação fez diferença já que eu perguntava aos candidatos sobre suas competências e pedia exemplos de como a usaram.  Em alguns casos eu ainda fazia exemplos de problemas e perguntava como resolveriam.  

Mas se o caso de busca for por conhecimento, eu acho que cursos gratuitos na Internet podem ajudar com isso sem necessariamente precisar da certificação.  Existem os mais variados materiais disponíveis e o interessante seria aplicar seus conhecimentos, ao longo do aprendizado, em algum projeto que esteja trabalhando.  Isso ajuda a fixar o conteúdo.

No exemplo do LPI, eu sugeri que buscassem as apostilas do Guia Foca Linux, que é um curso completo de Linux desenvolvido com várias contribuições e ao longo de vários anos.  Eu mesmo administro os treinamentos internos da empresa baseados nessa apostilas.  Sempre que me pedem referência sobre livros ou qualquer coisa de Linux, eu sempre recomendo o Guia Foca Linux.

Então quando pensar em certificação, pense antes qual o seu real objetivo com isso.

Data de criação:
Data de publicado:
Acessos: 2754

Como parte fundamental do sistema, digo do MBA, tenho de fazer uma pesquisa de campo sobre meu projeto de negócios.

Agradeço a quem puder conectar no link abaixo e responder à pesquisa.

http://eri.cx/PesquisaMBAFGV2012

Data de criação:
Data de publicado:
Acessos: 2742

Após aproximandamente passado 1 mês do lançamento da pesquisa do MBA FGV, sobre perfil de consumidores de dispositivos móveis em frente da TV, finalmente é possível sumarizar e apresentar os resultados.

Antes de mais nada agradeço aos que participaram.  

A pesquisa foi anônima, mas pelo perfil apresentado, é possível ver que a rede de contato não fugiu muito do perfil de T.I., pois a maioria é composta de homens entre 25 e 40 anos e atuantes na área de exatas.  Tentei fazer o mais abrangente possível, mas... é impossível fugir do teorema dos grafos...

Vamos às respostas então.

/p>

 

 

 

Os resultados foram muito próximos daqueles já informados por pesquisas como IBOPE e até mesmo a ConsumerLabs da Ericsson.

A idéia da pesquisa era saber sobre o mercado de aplicativos second screen, onde os dispositivos móveis como smartphones e tablets tornam-se parte da programação de TV.  A forma mais fácil de visualizar isso seria através do aplicativo participando online durante o debate político na TV.  Imagine poder verificar online quem está indo melhor num debate, ou pior.  Pode não ser significativo em termos de análise eleitoral, mas é no mínimo diverto.

Agora resta saber se algum dia conseguirei realmente montar uma empresa startup com isso :-)

 

Data de criação:
Data de publicado:
Acessos: 1846

Um amigo de trabalho, o @dancriv, publicou uma foto muito legal em seu Instagram nesse dia dos pais.

Dia dos pais geek

Essa foto me fez pensar que sou um pai desse tipo.

2017  helio.loureiro.eng.br   globbersthemes joomla templates