Trabalhando de home-office - atualização de 2021 com teclado Keychron C1

Categoria: Blog Publicado: Domingo, 31 Outubro 2021 Escrito por Helio Loureiro

Seguindo os artigos trabalhando de home-office e trabalhando de casa - atualização de 2021, aqui vai mais uma atualização.

Eu decidi investir num teclado novo.  Mecânico, claro.  Decidi não ter mais um full size, que tem o teclado numérico, mas num um pouco mais curto.  Depois de muito olhar e pesquisar, finalmente decidi pegar um Keychron C1 com brown switch.

Fiz um vídeo do unboxing onde tem até uma comparação de som com o teclado que usava anteriormente, que é do tipo blue switch.

Mas nem tudo foi uma maravilha em Linux.

Pra fazer o teclado funcionar corretamente eu precisei usar o modo Mac.  No modo Windows, de jeito nenhum eu consegui fazer funcionar as teclas de funções.  Mesmo no modo Mac eu precisei ajustar uns parâmetros pra tudo dar certo.

Precisei criar o arquivo /etc/moprobe.d/hid_apple.conf da seguinte maneira:

echo "options hid_apple fnmode=0" >> /etc/moprobe.d/hid_apple.conf

Com isso o kernel reconhece o teclado e aplica a configuração correta.  Então as teclas de função F1-F12 são o padrão e preciso apertar a tecla "fn" pra usar as funções.

Existem várias opções de troca de firmware pra mudar cores, etc, mas confesso que não é algo que eu realmente pense em fazer.   Pra mim basta ser um teclado mecânico confortável, o que realmente é, e ter um teclado luminoso (às vezes trabalho no escuro e isso ajuda).

Update em 2022-05-03

Como reinstalei meu laptop acabei percebendo que dica de cima faltaram algumas coisas.

Primeiro que pra ativar manualmente o teclado, basta rodar o seguinte comando como root:

echo 0 >> /sys/module/hid_apple/parameters/fnmode

depois que ao criar o arquivo no modprobe, é preciso também re-gerar o arquivo de initram com o comando:

update-initramfs -u -k all

Gandalf

Categoria: Blog Publicado: Sábado, 02 Outubro 2021 Escrito por Helio Loureiro

Se chegou aqui, muito provavelmente clicou no meu perfil no Telegram.

Bem, esse sou eu.  Ou a alcunha que ganhei.

Tudo começou com o grupo do Valhacken, onde Ricardo Highlander explica por ele mesmo a cerimônia:

Eu concedo/formalizo/autentico/whatever títulos nesse grupo. O @SamuelKlein Heimdall foi o primeiro titulado (diante de seu excelente trabalho aqui, perguntei se ele preferia "Porteiro", "São Pedro" ou o óbvio "Heimdall"). Desde então, mais alguns tiveram essa honra.

Há três tipos de titulados. Os mais nobres, com lugar de destaque à mesa, ostentam seus títulos no nome do Telegram (além do próprio Heimdall, temos, por exemplo, o @ofmeansandends Lorde Kumamon, o @EuSouODan KDEboy, o @samuelramox Heinbranch e o @HelioLoureiro Gandalf); outros, sentados mais para o fundo, que só assumem o título aqui; e outros, em pé, que estão cagando para o título.

O título, em si, normalmente se baseia em seus feitos aqui no grupo, mas já concedi títulos baseados em assuntos do momento, em stickers usados e até por escolha do candidato a nobre. O título é seu para fazer o que quiser, mas você pode perdê-lo por desonra (é genérico, mas aviso se a bunda estiver encostando na garrafa) ou pode ser usurpado se outra pessoa se mostrar mais merecedor que você (o @magnunleno Kowalski, que recebeu o título por direito de nascença, perdeu o título de Kowalski para o @eduardoklosowski, por aclamação popular - mas este último não se mostrou digno de ostentar uns dos mais importantes títulos dessas Terra Digitais e mostrou que, talvez, haja uma maldição atrelada a esta alcunha).

Há uma breve, singela, mas poderosa e tradicional cerimônia de iniciação.

Entende a responsabilidade?

Então aconteceu que num belo dia, estava eu lá e...

E assim fui sagrado com a alcunha de Gandalf e assim sigo, protetor do reinado e guardião das muralhas do norte, onde o frio é eterno mas a cerveja é boa.  Por Valhacken!

via GIPHY

via GIPHY

 

 

Mastodon Mastodon
We use cookies

We use cookies on our website. Some of them are essential for the operation of the site, while others help us to improve this site and the user experience (tracking cookies). You can decide for yourself whether you want to allow cookies or not. Please note that if you reject them, you may not be able to use all the functionalities of the site.