Uma análise dos acessos ao site durante 2020

Categoria: Blog Publicado: Sexta, 12 Fevereiro 2021 Escrito por Helio Loureiro Imprimir

No Brasil muita gente já está preparando pra pular carnaval, mesmo com pandemia, e eu aqui aparecendo só agora com uma análise de 2020.  Era pra ter feito lá pro fim ou começo do ano?  Com certeza.  Mas quem sou eu pra conseguir manter um ritmo desses?

Então vamos ver os dados.

Esse foi o tráfego anual.  Nada de muita novidade.  Média de 10 pessoas acessando por dia.  Algum repique em maio (o que fiz em maio?) mas nada assombroso.  Quase 3/4 do tráfego vindo de... busca orgânica?  Quase 20% de links diretos (imagino que posts no twitter e no telegram).  É... não foi um ano muito bom em tráfego mas a culpa é toda minha.  Fui bem negligente quanto ao conteúdo.  Acho que postei 4 ou 5 artigos só durante 2020.

Dos países que acessaram, Brasil ganha de longe.  Ainda bem pois o conteúdo é em geral na língua tupiniquim.  Mas interessante ver outros países com China e França na métrica, mesmo que tenham sido só uns 20 acessos cada.

Esses são os links mais acessados.  A página orgânica é a frente do site.  Interessante ver o interesse no artigo sobre o final da Linux Mall, que deixou muitas saudades.  E... telnet via script?  não achei que isso tivesse tanto interesse.

Maioria dos acessos vindo de desktops, com uma pequena parcela vindo de telefone.  E alguns bem perdidos com tablet.  Então toda a gritaria de avisos que o google manda sobre site não adaptado pra dispositivos móveis eu posso solenemente ignorar.  Longa vida aos desktops!

E na guerra dos navegadores, Chrome nadando de braçadas.  Firefox atrás mas muito atrás.  Ao menos não vejo mais as estatísticas com vários acessos de Internet Explorer, se bem que ainda apareceram 19.

Em termos de sistemas operacionais... é... algumas coisas não mudam.  Maioria dos acessos por Windows.  Triste estatística.  Interessante que tive 1 acesso de 1 Tizen.

E a linguagem do navegador?  Maioria de brasileiros.  Interessante notar Tchéccia (nem sei como escreve em português, mas é a antiga República Tcheca).

E é isso.  Não um posto longo, mas apenas pra guardar de lembrança e comparar com o próximo em 2022.

Acessos: 358