Migrando para OpenSuse

Categoria: Linux Publicado: Sexta, 10 Julho 2009 Escrito por Helio Loureiro Imprimir

{mosimage} Depois de mais de 3 anos rodando exclusivamente FreeBSD em meu laptop (sempre na versão RELEASE), finalmente resolvi voltar ao universo Linux. Nada contra os BSDs, especialmente o FreeBSD, mas era isso ou usar Windão, e Vista ainda por cima. Preferi ficar com o Suse, ou melhor, OpenSuse.

Realmente a instalação é bem facilitada. Comecei com o release 10.3, compatível com a versão do Enterprise Suse em uso na empresa, mas vi que o OpenSuse 11.1 também pode ser usado sem problemas (sempre a revelia do depto. de TI).

Filesystems criptografados, hibernação e uso da webcam no skype foram algumas das melhorias conseguidas com Linux. VirtualBox também está funcionando perfeitamente, o que me permite instalar o FreeBSD em uma máquina virtual.

Em semelhança ao Debian/Ubuntu, Suse/OpenSuse utilizam o aplicativo "zypper" para manter e atualizar o sistema. Bem inferior ao sistema do apt-get, mas ainda assim superior ao RPM por si só. Fui levado a versões não funcionais do xorg várias vezes por conta do uso do zypper. Fora que o sistema se perde quando proxy é habilitado ou desabilitado depois do sistema já em funcionamento. Nem o Yast ajuda muito nesse ponto.

O maior problema que passei, ou melhor, ainda passo, é em relação ao Xorg. O upgrade para o release 11.1 fez com que a interface gráfica ficasse tão lenta que era quase impossível sua utilização. glxgears mostrava por volta de 10, até menos, fps. Pelos links abaixo, foi possível ver que é um problema devido a mudança de arquitetura no xorg, da antiga XAA para EXA, causando vários problemas com chipsets Intel, inclusive o 945GM, que tenho no laptop.

Seguindo as dicas do link, consegui melhorar a performance adicionando "INTEL_BATCH=1" no /etc/environment, e modificando o "/etc/X11/xorg.conf" da seguinte forma:

{CODE} Section "Device" BoardName "945 GM" Driver "intel" Identifier "Device[0]" Screen 0 VendorName "Intel" Option "AccelMethod" "EXA" Option "MigrationHeuristic" "greedy" Option "DRI" "True" Option "ExaNoComposite" "false" Option "monitor-LVDS" "Monitor[0]" EndSection {/CODE}

Ainda inclui um script para forçar a configuração do registradores do placa de vídeo:

{CODE} echo "base=0xe0000000 size=0x10000000 type=write-combining" >> /proc/mtrr {/CODE}

Sendo 0xe0000000o endereçamento da placa de vídeo, que pode ser visto com "lspci -v". Com isso consegui uma performance melhor, como mostra a saída do glxgears:

{mosimage} {CODE} 5630 frames in 5.0 seconds = 1125.839 FPS 5623 frames in 5.0 seconds = 1124.464 FPS 5608 frames in 5.0 seconds = 1121.535 FPS 5598 frames in 5.0 seconds = 1119.583 FPS 5611 frames in 5.0 seconds = 1121.975 FPS 5633 frames in 5.0 seconds = 1126.477 FPS 5631 frames in 5.0 seconds = 1126.196 FPS 5580 frames in 5.0 seconds = 1115.859 FPS 5633 frames in 5.0 seconds = 1126.471 FPS 5519 frames in 5.0 seconds = 1103.767 FPS 5525 frames in 5.0 seconds = 1104.990 FPS 5514 frames in 5.0 seconds = 1102.650 FPS 5468 frames in 5.0 seconds = 1093.563 FPS 5413 frames in 5.0 seconds = 1082.578 FPS 5363 frames in 5.0 seconds = 1072.389 FPS 5516 frames in 5.0 seconds = 1103.187 FPS 5559 frames in 5.0 seconds = 1111.795 FPS {/CODE}

Infelizmente, após o sistema voltar da hibernação, o problema se repete, mas provavelmente deve depender de alguma atualização do próprio xorg. Enquanto isso, longa vida ao OpenSuse!

Acessos: 5776