image1 image2 image3 image4 image5 image6 image7 image8 image9 image10

200 dias

Faz anos que escrevi sobre um uptime de 100 dias, em guerra dos 100 dias, e agora finalmente bati esse uptime.

No momento o uptime é um pouco maior:

17:42:23 up 212 days,  3:29, 31 users,  load average: 1.54, 1.25, 1.27

mas já vale pra ilustrar o quanto o Linux evoluiu em estabilidade.  Não só ele, mas toda a distro, que no meu caso é Ubuntu.

Anteriormente a maioria de problemas que exigiam o desligamento eram sempre relacionados com driver de vídeo Intel (na época do uptime de 100 dias).  Recentemente eu experimentei alguns congelamentos por falta de memória e até mesmo alguns crashes ao mudar de monitor (altero com bastante frequência entre só a tela do laptop, laptop e um monitor, e laptop e projetor).  Também tive problemas com entrada e saída de áudio com pulseaudio.

Por esse motivo eu sempre tentei compilar uma kernel mais recente e experimentar.  No caso estou 4.5.4.  Nem era dos mais estáveis e ainda está com bug de segurança pra acesso local, como o Dirty COW.  Uma vez que a invasão exige acesso local, estou relativamente seguro (se acessarem meu laptop, provavelmente será mais pelo valor do equipamento que pelos dados).

Mas uso diariamente meu laptop e de forma bastante extensiva.  Uso com docker, compilação de programas em C e C++, VMs com virtualbox e libvirt, edição de vídeo e de fotografia, etc.  É o famoso "pau pra toda obra".  E sem demais problemas.

Encontrei alguns?  Com certeza.  Tive alguns crashes do Xorg.  Mas como tenho habilitado o <ctr>+<alt>+<backspace> pra fechar o X inteiro e forçar um restart, não perdi nada além alguns segundos.

Fico feliz em usar Linux de uma maneira tão útil e que permite ser produtivo, tendo meu desktop pronto somente abrindo a tampa.

E por falar de desktop, fiz recentemente um vídeo pra mostrar o porquê de eu usar KDE, que adoro.

E agora tentar chegar em 365 dias.  Ou mais.

 

2017  helio.loureiro.eng.br   globbersthemes joomla templates