image1 image2 image3 image4 image5 image6 image7 image8 image9 image10

Começando em alta disponibilidade com OpenSAF

OpenSAF

2014 começou muito bom para mim e com mudanças importantes.  Nesse ano estou deixando de trabalhar com integração, o que significava mais instalação e adaptação de sistemas, pra trabalhar em desenvolvimento puro.  Isso pra falar só da parte básica da mudança, pois ela também inclui uma mudança de país, com toda a carga de alterações que a envolvem: família, língua, o que fazer com o que ficou pra trás, vender, alugar, etc.

Mas tirando a parte do stress normal que é relativo a qualquer mudança, e por pior que possa parecer é sempre positivo, a mudança no ambiente de trabalho me colocou diretamente em projetos de software livre.  E não somente livre, mas software de alta disponibilidade.

OpenSAF Forum  Estarei trabalhando junto com o framework do OpenSAF.  Antes de perguntarem mais sobre o mesmo, eu não sei muito.  Estou aprendendo, e aprendendo devagar, pois é um assunto muito extenso.

OpenSAF, ao contrários de outras soluções, é mais voltado para alta disponibilidade de aplicação, não de sistema operacional.  A base, claro, é totalmente em Linux, e qualquer Linux (distro, quis dizer distro).  Mas até onde vi, ele é mais voltado para Suse e RedHat, pois boa parte de seus pacotes está em RPM.

Falando em RPM, esse agora passou a fazer parte do meu dia à dia.  Trabalho muito mais com criação de .SPEC para geração dos mesmos que pacotes .DEB.  Mas faço isso em cima de um sistema Ubuntu :-)

Tenho aprendido bastante sobre LSB e como gerar um sistema dentro dos requisitos da mesma, o que não é fácil.  Muito pacotes de software livre simplesmente dão crash por falta de alguma biblioteca mais atualizada ou mais genérica.  Isso pra não falar dos #ifdef dos headers .h em C.

Eu já dei uma procurada sobre aplicativos ou sites que façam uso do OpenSAF, pra poder entender um pouco mais e verificar seu uso fora do ambiente de telecomunicações, e acabei descobrindo que a mediawiki faz uso.

https://www.mediawiki.org/wiki/User_Guideline_for_Trace_and_Log

Eu gostaria de achar mais exemplos de uso, já que é uma ferramenta de software livre e extremamente poderosa, mas infelizmente é difícil encontrar.  Aparentemente não fui só eu que achei complexa a configuração dele.  Apesar disso, o framework suporta código em java, C, C++, Python e Erlang, entre outros.  Não que não tenha mais coisa, mas não apareceu ninguém pra fazer o port.  Eu tenho trabalhado mais na parte de python do sistema, mas não o suficiente pra fazer um commit oficial.  Não ainda.  Mas espero em breve conseguir fazer isso.  Espero...

 

2017  helio.loureiro.eng.br   globbersthemes joomla templates